Água para beber

Como é bom beber água, fresquinha. Na foto, após uma longa caminhada pelas ruas da catarinense Laguna, cidade da Anita Garibaldi, num calor típico do nosso verão, encontro essa dádiva para refrescar as minhas células. Nós, brasileiros, somos sortudos, temos muita água por aqui. Por isso, muitos não acreditam que ela pode acabar e esbanjam, esbanjam.

Claro que ela não vai acabar acabar, pois nosso planeta é constituído por 70% dela. Só que 97,5 é salgada, ou seja, imprópria para beber. Os 2,5% restantes estão distribuídos entre geleiras, neve… Em resumo, sobra menos de 1% de água doce disponível para consumo do ser humano. Li na National Geographic, na edição especial sobre água do ano passado, que uma em cada oito pessoas do mundo não têm acesso à água potável. Dá para imaginar uma coisa dessas?

Hoje é o Dia Mundial da Água, instituído em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU). Vamos debater e refletir sobre o uso desse recurso tão valioso. O tema escolhido para esse ano é Água para as cidades: respondendo ao desafio urbano (em inglês). A Agência Nacional de Águas (ANA) preparou um hotsite sobre o assunto: Águas de Março 2011. Vale a pena dar uma conferida, aprender, repassar para os amigos e adotar uma postura mais consciente em relação ao nosso bem mais precioso. Afinal, água é vida.

Foto: Leopoldo Lima

Anúncios

2 comentários sobre “Água para beber

  1. Falou tudo, Pat. Já fui muito “gastona” com relação à água, do tipo que escova os dentes com a torneira aberta o tempo todo e demora uma hora no banho. Fui mudando de atitude com o exemplo que tive em casa, da minha mãe, que pegava no meu pé e me mostrava diariamente o absurdo de algumas das minhas (ex)atitudes. E ainda tenho muito a aprender, todos nós temos.
    Ainda hoje às vezes fico com a consciência pesada de fazer hidratação no cabelo durante o banho, por exemplo. Acabo preferindo fazer no salão, que usa só a água necessária para tirar o produto (além de ser mais cômodo, rs).
    As pessoas têm mania de pensar no global, que se trata um problema enorme que depende de mudanças radicais. Quem dera cada um passasse a olhar para o próprio umbigo.
    Beijocas

    1. Pois é, Déb, eu também tive minha época de ficar horas no chuveiro. Hoje não sei como conseguia, muito tempo perdido e muita água desperdiçada. É bom cair na real e mudar o mau hábito. Não abro mão de beber um bom copo de água fresca, por isso banho de cinco minutos já!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s