Eles não ligam pra gente

Há sete dias, recebi a notícia da morte do Michael Jackson, estava no aniversário de uma amiga. Quase chorei, fiquei chocada. Perdi definitivamente a oportunidade de assistir ao show de um artista completo.

Desde muito pequena, escutava os compactos que meu pai tinha, lembro especialmente de Ben, pois ouvia repetidas vezes. Apesar de qualquer especulação, eu gostava muito dele, de seu talento, de sua sensibilidade, e fiquei imensamente triste. Eu dizia que os dois únicos grandes shows que tinha vontade de ir seria o dele e o da Madonna. O segundo eu consegui, mas o primeiro… Uma pena!

Queria postar alguma música dele e tentei escolher a minha preferida, não consegui, gosto de todas! Selecionei então They don´t care about us, single do álbum History: Past, Presente and Future – Book I (1995), a letra chama atenção para problemas sociais e políticos do mundo. O clipe foi gravado em Salvador e Rio de Janeiro, tem participação do Olodum e a produção é de Spike Lee. A batida é contagiante!

Obs.: Pra variar, houve uma polêmica com a letra da música.

Anúncios

Um comentário sobre “Eles não ligam pra gente

  1. Pat, é ótimo ver o ‘seu ambiente’ de volta à ativa… rs
    Melhor ainda é ver o assunto escolhido para esse post de retomada, a morte do incontestavelmente fantástico Michael Jackson.
    Esse é o tipo de notícias que a gente custa a acreditar, não é?! MJ é como Beatles, deveria ser imortal. Mas não é assim que a roda gira. O nosso consolo é o legado que pessoas iluminadas como ele deixam.

    They don’t care about us é uma canção que mexe muito com qualquer brasileiro – é mentira quem diz que não liga, rs.
    Não sou fã de praia, nordeste, essa coisa tropical e tb não acho bacana a exploração das favelas pela simples exploração, mas não acho que tenha sido essa a intenção de Michael e Spike Lee, nem o que o vídeo mostra. O clipe retrata a harmonia entre luta e alegria, pobres sem perspectivas e rico considerado o rei do pop. É energia pura, contagiante. É difícil ver esse fenômeno com seus passinhos de dança e não começar a saracotear na cadeira, pelo menos com o pezinho.
    Apesar de o clipe não ter sido trabalho nos Estados Unidos e na Europa, acho que todos os brasileiros deveriam se sentir honrados. O cara veio para cá e deu a cara a tapa. Cantou, dançou, curtiu, fez aquelas pessoas se sentirem especiais e o resultado foi maravilhoso. Não poderíamos esperar nada de diferente dele, the king of pop.
    Enfim, já me estendi muito. Fico por aqui com votos de que atualize sempre esse belo cantinho.
    Beijocas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s